segunda-feira, dezembro 28, 2020

Coscorões





Estava a ver que 2020 acabava e não vinha aqui... Entre pandemia, teletrabalho, pesadelos logísticos e telescola, parece-me que Portugal não produziu vinho suficiente para aguentar este ano tão peculiar e que, apesar de estar perto do fim, tem uma procissão ainda no adro...

Talvez por estar mais "presa" em casa, quer em teletrabalho, quer em confinamentos, quer a fazer as vezes de professora, deu-me a saudade daquele doce típico do Natal e ao qual nunca dei o devido valor. Nem sequer posso dizer que era um doce presente na mesa de Natal em casa da minha mãe ou da minha avó, porque tirando os sonhos, as fatias paridas e o sempre omnipresente bolo rei, o "resto" eram doces de colher para desenjoar... salvo seja. Sempre que via nos cafés um coscorão à venda, saltava-me o olho, embora raras vezes comprasse porque achava muito oleoso, ou sensaborão.

Talvez seja do ano atípico. Talvez seja da saudade que nem sabia que tinha. Talvez seja da gula. Ou simplesmente de se ter acabado o vinho. Fosse o que fosse, deu-me para isto.

A receita é da Neuza do Sabor Intenso e adorei.


Ingredientes

* 600grs de farinha

* 4 ovos

* Raspa e Sumo de uma Laranja

* 60 grs açúcar (pus 100grs)

* 60 grs manteiga derretida (uso mesmo manteiga, deixei de usar a margarina)

* 50 ml aguardente velha (pus 40)

* Pitada de Sal

* Açúcar e Canela para polvilhar

* Óleo para Fritar


Numa tigela, amassei com as varinhas em espiral o açúcar, a manteiga, os ovos, a raspa e o sumo da laranja, a pitada de sal, a aguardente e a farinha. Amassei até a massa ficar elástica (a dada altura, tive de tirar das varinhas e amassar à mão) e depois deixei repousar durante uma hora, envolto o alguidar num pano.

Passado uma hora, polvilhei a bancada com farinha e amassei até ficar elástica e maleável, sem colar nas mãos.

Com o rolo da massa estendi até ficar fino. Cortei em rectangulos, dei 2 cortes e voltei a esticar. Mas mesmo muito fininho.

Foi a fritar de ambos os lados em óleo quente, colocando-os depois em papel absorvente. Misturei o açúcar com a canela e polvilhei generosamente os coscorões com a mistura.

Gostava de dizer que me portei bem e só comi a pontinha de um... mas que se lixe, o ano foi complicado e estavam deliciosos.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Olá! Obrigado por virem ao meu cantinho!

Beijinhos!