Pudim de Pão da Duxa




Poucas coisas me deixam tão doente como o desperdício. Se há coisa que detesto é desperdiçar comida. O pão, então, põe-me doente.

Tinha ali uns pãezinhos já com dois dias em cima. Se bem conheço o maridinho, já sei que não lhes toca. Eu também não posso comer pão branco. Então, o que fazer? Para açorda era pouco, para torradas muito...

Salvou-me a Duxa, pois vi esta publicação no site do Sabor Intenso!

Ingredientes
* 250 grs de pão velho (o meu tinha 2 dias)
* 750 ml de leite
* 1 limão (raspa + sumo)
* 220 grs açúcar
* 50 grs manteiga
* 5 ovos
* Caramelo para untar a forma

Cortei o pão em fatias fininhas e pus o leite a ferver com uma casquinha de limão. Depois do leite ferver, verti por cima do pão e deixei amolecer. Juntei a margarina cortada aos bocadinhos e envolvi tudo muito bem com uma colher de pau, até a margarina derreter. Depois juntei os ovos, previamente batidos, o sumo e a raspa de limão e o açúcar.

Passei a varinha mágica até ficar um creme homogéneo, após o que foi ao lume em forma untada de caramelo, em banho maria.

Deixei arrefecer e pus no frio até à hora de servir. Foi desenformado depois de frio.

O maridinho não apreciou o pudim, mas eu achei que estava delicioso, com um sabor a limão estupendo!

posted under | 1 Comments

Sonhos de Abóbora




Se há coisa que gosto nos doces natalícios é a sua variedade. É verdade que são todos fritos, mas são todos diferentes.

Esta receita tirei do site da Vaqueiro.

Ingredientes
* 400 g de abóbora (limpa)
* 50 g de açúcar + o necessário para polvilhar
* 1 casca de laranja
* 0,5 dl de aguardente
* 450 g de farinha com fermento (pus 400)
* 1 colher de sopa de Maizena
* 3 ovos
* Óleo Vaqueiro
* Canela em pó
Corte a abóbora em cubinhos pequenos, junte o açúcar e a casca de laranja e leve a cozer, tapado, sobre lume muito brando até a abóbora estar macia. Retire a casca da laranja e desfaça a abóbora, batendo com uma colher de pau. Adicione e aguardente e, fora do lume, deite a farinha, previamente peneirada com a Maizena, de uma só, vez batendo energicamente com uma colher de pau. Quando a massa se separar das paredes do tacho, mude-a para uma tigela e, sem parar de bater, adicione os ovos, um a um. Bata a massa até esta ter absorvido completamente os ovos.
Com a ajuda de uma colher de sopa, retire bocadinhos de massa e frite em óleo Vaqueiro quente.
Vá picando os sonhos com um espeto ou uma agulha de tricot e deixe fritar até ficarem bem douradinhos e crescidos (usei um garfo). Escorra sobre papel absorvente e depois passe-os por uma mistura de açúcar e canela em pó. 

Como usei aguardente caseira, havia um cheiro intenso a álcool em toda a massa. Depois de fritos, ficaram muito sequinhas, quase não absorveram óleo nenhum.

A massa queima com facilidade, por isso tem de ser frita em lume brando. 

No cômputo geral, achei que ficaram um pouco secas, pelo menos quando comparadas com as de cenoura. Mas comeram-se na mesma :)

posted under | 4 Comments

Sonhos de Cenoura




E porque já cheira a Natal, lá começo eu com as experiências natalícias na cozinha. Embora por regra não seja grande apreciadora dos doces de Natal - demasiados fritos - tenho de admitir que só o cheirinho que se espalha pela casa quando estão ao lume faz crescer água na boca e pensar em lareiras, árvores enfeitadas e muita neve.

Esta receita tirei-a daqui. Fiquei encantada pela simplicidade da mesma e resolvi experimentar.

Desta vez tive de pedir ajuda ao maridinho. Uma pessoa tem de aceitar que de quando em vez tem certas limitações =)

Ingredientes
* 1,5 kg de cenoura (só pus um kg, não tinha mais)
* 200 grs farinha
* 60 grs açúcar (pus 100)
* 4 ovos
* 1 laranja (casca + sumo)
* 1 colher sobremesa de fermento

Cozi a cenoura com a casca da laranja; deixei escorrer e retirei a casca da laranja.Fiz um puré da cenoura e deixei escorrer durante duas horas.

Numa tigela misturei o puré de cenoura com o açúcar usando a vara de arames e mexi muito bem. Juntei o sumo da laranja e os ovos batidos e voltei a mexer tudo. Quando já estava tudo bem mexido, juntei a farinha e o fermento. Voltei a bater tudo.

Fritei colheradas (de sopa) da massa em óleo quente, mantendo o lume baixo. Isto porque estes sonhos queimam muito depressa. Fui virando quando estavam loirinhos, pus a escorrer em papel absorvente e depois passei por uma mistura de açúcar e canela.

Convém passar por mais do que um papel absorvente, porque estes sonhos absorvem muito óleo, convém deixar escorrer muito bem.

Muito, muito bons!

posted under | 5 Comments

Bolo de Abóbora e Especiarias




De volta!! Após uma longa travessia no deserto, em que estive de repouso absoluto, em que não podia fazer nenhuma avaria culinária - e, veja-se, nem me apetecia, por aí se vê como eu estava - estou de volta com este bolinho que me pareceu delicioso e que tirei do blog da Bruxinha do Lar. Não estou a cem por cento, e provavelmente só estarei daqui a muito tempo, mas pelo menos já recomeço a sentir o "apelo".

Ingredientes
* 3 ovos;
* 2 cháv. de açúcar amarelo;
* 3 cháv. de farinha de trigo;
* 2 cháv. de abóbora (cozida e escorrida);
* 1/2 cháv. de óleo de girassol (usei óleo normal)
* 1 c. (de chá) de canela em pó;
* 1/2 c. (de chá) de noz-moscada em pó;
* 1 c. (de chá) de fermento em pó;
* 1/2 c. (de chá) de bicarbonato de sódio.

Numa taça e com a batedeira, misturar os ovos com o açúcar.
Juntar a abóbora e o óleo, alternadamente, continuando a bater.
Por fim, adicionar a farinha aos poucos, o fermento, o bicarbonato, a canela e a noz-moscada.
Bater tudo até incorporar.
Verter a massa para uma forma redonda de buraco, previamente untada e polvilhada.
Levar a cozer a forno pré-aquecido a 170ºC durante cerca de 40 minutos.
Deixar arrefecer um pouco antes de desenformar.

Ficou muito bom, muito macio e saboroso. O maridinho adorou, molhadinho no café a seguir a um repasto...

posted under | 1 Comments

Navalheiras



O maridinho estava de desejos e fez-me cozinhar estes "bicharocos" - e a grávida sou eu lol!

Como não aprecio, cozi meia dúzia de camarões para mim, mas lá fiz o gosto ao maridinho.

Ingredientes
* 3 navalheiras
* Água
* Sal
* Casca de uma cebola

Pus um tacho com água, sal e a casca da cebola ao lume e pus as navalheiras com a água ainda fria. Depois de começar a ferver, é cinco minutos até ficar pronto.

Rapidíssimo e muito bom - pelo menos para quem aprecia, o que não é o meu caso.

posted under | 2 Comments

Quindim de Coco




Esta receita foi-me dada pelo Soeiro, e é capaz de ter sido o último docinho que fiz antes de ficar em imobilidade absoluta. Não sei de onde ele a tirou, mas lá que é boa...

Ingredientes
* 5 ovos + 5 gemas
* 400 grs de açúcar
* 100 grs coco ralado + coco para polvilhar
* Margarina para untar + açúcar para polvilhar

Misturei tudo sem bater (passando as gemas por um passador). Untei uma forma com buraco com margarina e polvilhei com açúcar. Foi a forno quente, cozendo em banho maria por mais ou menos 25 minutos. Quando fui a desenformar, o quindim desmanchou-se um pouco, ainda estava morno e devia ter desenformado frio. Salpiquei com coco ralado.

O resultado final foi um quindim muito doce, pelo menos para o meu gosto. O maridinho adorou. Só achei que a parte de cima estava ainda muito líquido, pese embora a parte de baixo estivesse bem cozida.

Mensagens mais recentes Mensagens antigas Página inicial
Com tecnologia do Blogger.

Mensagens populares

You can replace this text by going to "Layout" and then "Page Elements" section. Edit " About "

Featured Posts

Followers

Contagem de Gulosos!

free web counter

Também estou aqui!

Top blogs de receitas
Ocorreu um erro neste dispositivo

About Me

A minha foto
Lisboa, Lisboa, Portugal
Olá! Sou uma orgulhosa mãe e esposa que descobriu recentemente que adora cozinhar. E lá vou eu para a cozinha fazer asneiras! Quando não estou com a mão na massa, estou a ler, a analisar, a observar. E como toda a gente, tenho a minha opinião.

Morto Para Te Ver

Morto Para Te Ver
Lançamento a dia 10 de Maio, conto convosco!

Traída

Traída
Já à venda! (Clique na imagem para o adquirir)

Premonições

Premonições
Colectânea em que participo com um conto meu. Mais do que um livro, são lições de vida!

    Follow by Email


Recent Comments