Pudim de Pão da Duxa




Poucas coisas me deixam tão doente como o desperdício. Se há coisa que detesto é desperdiçar comida. O pão, então, põe-me doente.

Tinha ali uns pãezinhos já com dois dias em cima. Se bem conheço o maridinho, já sei que não lhes toca. Eu também não posso comer pão branco. Então, o que fazer? Para açorda era pouco, para torradas muito...

Salvou-me a Duxa, pois vi esta publicação no site do Sabor Intenso!

Ingredientes
* 250 grs de pão velho (o meu tinha 2 dias)
* 750 ml de leite
* 1 limão (raspa + sumo)
* 220 grs açúcar
* 50 grs manteiga
* 5 ovos
* Caramelo para untar a forma

Cortei o pão em fatias fininhas e pus o leite a ferver com uma casquinha de limão. Depois do leite ferver, verti por cima do pão e deixei amolecer. Juntei a margarina cortada aos bocadinhos e envolvi tudo muito bem com uma colher de pau, até a margarina derreter. Depois juntei os ovos, previamente batidos, o sumo e a raspa de limão e o açúcar.

Passei a varinha mágica até ficar um creme homogéneo, após o que foi ao lume em forma untada de caramelo, em banho maria.

Deixei arrefecer e pus no frio até à hora de servir. Foi desenformado depois de frio.

O maridinho não apreciou o pudim, mas eu achei que estava delicioso, com um sabor a limão estupendo!

posted under | 1 Comments

Sonhos de Abóbora




Se há coisa que gosto nos doces natalícios é a sua variedade. É verdade que são todos fritos, mas são todos diferentes.

Esta receita tirei do site da Vaqueiro.

Ingredientes
* 400 g de abóbora (limpa)
* 50 g de açúcar + o necessário para polvilhar
* 1 casca de laranja
* 0,5 dl de aguardente
* 450 g de farinha com fermento (pus 400)
* 1 colher de sopa de Maizena
* 3 ovos
* Óleo Vaqueiro
* Canela em pó
Corte a abóbora em cubinhos pequenos, junte o açúcar e a casca de laranja e leve a cozer, tapado, sobre lume muito brando até a abóbora estar macia. Retire a casca da laranja e desfaça a abóbora, batendo com uma colher de pau. Adicione e aguardente e, fora do lume, deite a farinha, previamente peneirada com a Maizena, de uma só, vez batendo energicamente com uma colher de pau. Quando a massa se separar das paredes do tacho, mude-a para uma tigela e, sem parar de bater, adicione os ovos, um a um. Bata a massa até esta ter absorvido completamente os ovos.
Com a ajuda de uma colher de sopa, retire bocadinhos de massa e frite em óleo Vaqueiro quente.
Vá picando os sonhos com um espeto ou uma agulha de tricot e deixe fritar até ficarem bem douradinhos e crescidos (usei um garfo). Escorra sobre papel absorvente e depois passe-os por uma mistura de açúcar e canela em pó. 

Como usei aguardente caseira, havia um cheiro intenso a álcool em toda a massa. Depois de fritos, ficaram muito sequinhas, quase não absorveram óleo nenhum.

A massa queima com facilidade, por isso tem de ser frita em lume brando. 

No cômputo geral, achei que ficaram um pouco secas, pelo menos quando comparadas com as de cenoura. Mas comeram-se na mesma :)

posted under | 4 Comments

Sonhos de Cenoura




E porque já cheira a Natal, lá começo eu com as experiências natalícias na cozinha. Embora por regra não seja grande apreciadora dos doces de Natal - demasiados fritos - tenho de admitir que só o cheirinho que se espalha pela casa quando estão ao lume faz crescer água na boca e pensar em lareiras, árvores enfeitadas e muita neve.

Esta receita tirei-a daqui. Fiquei encantada pela simplicidade da mesma e resolvi experimentar.

Desta vez tive de pedir ajuda ao maridinho. Uma pessoa tem de aceitar que de quando em vez tem certas limitações =)

Ingredientes
* 1,5 kg de cenoura (só pus um kg, não tinha mais)
* 200 grs farinha
* 60 grs açúcar (pus 100)
* 4 ovos
* 1 laranja (casca + sumo)
* 1 colher sobremesa de fermento

Cozi a cenoura com a casca da laranja; deixei escorrer e retirei a casca da laranja.Fiz um puré da cenoura e deixei escorrer durante duas horas.

Numa tigela misturei o puré de cenoura com o açúcar usando a vara de arames e mexi muito bem. Juntei o sumo da laranja e os ovos batidos e voltei a mexer tudo. Quando já estava tudo bem mexido, juntei a farinha e o fermento. Voltei a bater tudo.

Fritei colheradas (de sopa) da massa em óleo quente, mantendo o lume baixo. Isto porque estes sonhos queimam muito depressa. Fui virando quando estavam loirinhos, pus a escorrer em papel absorvente e depois passei por uma mistura de açúcar e canela.

Convém passar por mais do que um papel absorvente, porque estes sonhos absorvem muito óleo, convém deixar escorrer muito bem.

Muito, muito bons!

posted under | 5 Comments

Bolo de Abóbora e Especiarias




De volta!! Após uma longa travessia no deserto, em que estive de repouso absoluto, em que não podia fazer nenhuma avaria culinária - e, veja-se, nem me apetecia, por aí se vê como eu estava - estou de volta com este bolinho que me pareceu delicioso e que tirei do blog da Bruxinha do Lar. Não estou a cem por cento, e provavelmente só estarei daqui a muito tempo, mas pelo menos já recomeço a sentir o "apelo".

Ingredientes
* 3 ovos;
* 2 cháv. de açúcar amarelo;
* 3 cháv. de farinha de trigo;
* 2 cháv. de abóbora (cozida e escorrida);
* 1/2 cháv. de óleo de girassol (usei óleo normal)
* 1 c. (de chá) de canela em pó;
* 1/2 c. (de chá) de noz-moscada em pó;
* 1 c. (de chá) de fermento em pó;
* 1/2 c. (de chá) de bicarbonato de sódio.

Numa taça e com a batedeira, misturar os ovos com o açúcar.
Juntar a abóbora e o óleo, alternadamente, continuando a bater.
Por fim, adicionar a farinha aos poucos, o fermento, o bicarbonato, a canela e a noz-moscada.
Bater tudo até incorporar.
Verter a massa para uma forma redonda de buraco, previamente untada e polvilhada.
Levar a cozer a forno pré-aquecido a 170ºC durante cerca de 40 minutos.
Deixar arrefecer um pouco antes de desenformar.

Ficou muito bom, muito macio e saboroso. O maridinho adorou, molhadinho no café a seguir a um repasto...

posted under | 1 Comments

Navalheiras



O maridinho estava de desejos e fez-me cozinhar estes "bicharocos" - e a grávida sou eu lol!

Como não aprecio, cozi meia dúzia de camarões para mim, mas lá fiz o gosto ao maridinho.

Ingredientes
* 3 navalheiras
* Água
* Sal
* Casca de uma cebola

Pus um tacho com água, sal e a casca da cebola ao lume e pus as navalheiras com a água ainda fria. Depois de começar a ferver, é cinco minutos até ficar pronto.

Rapidíssimo e muito bom - pelo menos para quem aprecia, o que não é o meu caso.

posted under | 2 Comments

Quindim de Coco




Esta receita foi-me dada pelo Soeiro, e é capaz de ter sido o último docinho que fiz antes de ficar em imobilidade absoluta. Não sei de onde ele a tirou, mas lá que é boa...

Ingredientes
* 5 ovos + 5 gemas
* 400 grs de açúcar
* 100 grs coco ralado + coco para polvilhar
* Margarina para untar + açúcar para polvilhar

Misturei tudo sem bater (passando as gemas por um passador). Untei uma forma com buraco com margarina e polvilhei com açúcar. Foi a forno quente, cozendo em banho maria por mais ou menos 25 minutos. Quando fui a desenformar, o quindim desmanchou-se um pouco, ainda estava morno e devia ter desenformado frio. Salpiquei com coco ralado.

O resultado final foi um quindim muito doce, pelo menos para o meu gosto. O maridinho adorou. Só achei que a parte de cima estava ainda muito líquido, pese embora a parte de baixo estivesse bem cozida.

Tiras de Pota à Lagareiro



Habitualmente, quando faço tiras de pota, frito-as. Desta vez, porém, apeteceu-me qualquer coisa de diferente. Já tinha ouvido falar de tiras de pota à lagareiro e resolvi experimentar.

Numa palavra: delicioso!

Ingredientes
* 1 embalagem de saco de tiras de potas
* Batatas
* Dentes de alho
* Azeite
* Sal

Temperei as tiras de pota com sal e cozi as batatas em água e sal (embora pouco). Grelhei as tiras de pota e reservei; tirei as batatas, deixei arrefecer ligeiramente, após o que lhes dei um murro. Coloquei as batatas "esmurradas" num tabuleiro, salpiquei generosamente com sal grosso e dispus por cima vários dentes de alho cortados aos pedacinhos, com bastante azeite. Foi ao forno até ficarem assadas.

Depois das batatas assadas, dispus as tiras de pota por cima. Conhecendo o meu maridinho, ainda fiz mais azeite com alho frito à parte porque sei bem como ele gosta deste prato bem regado. Reguei as tiras de pota com o azeite e servi.

Ficou tão bom!

posted under , | 3 Comments

Pão Caseiro





Voltei a aventurar-me no mundo do pão. Sabem aquela necessidade de comer pãozinho quente, com a manteiguinha ainda a derreter e o cheirinho do pão quente a espalhar-se pela casa?

Ou era desejo de grávida ou era mesmo vontade de ir fazer pão lol.

Ingredientes
* 0,5 kg de farinha (usei Branca de Neve)
* 2 saquetas de fermento de padeiro (usei marca Vahiné)
* 1 colher de café de sal
* 300 ml água morna

Dissolvi o fermento na água; num alguidar misturei a farinha com o sal e juntei o fermento dissolvido. Amassei até ficar com a consistência da massa de pão.

Guardei em lugar seco durante uma hora, tapado com um pano, para que crescesse.

Ao fim dessa hora, moldei o pão e levei novamente a levedar por mais uma hora. Ao fim desse tempo, cozi no forno a 180º C por meia hora, sensivelmente.

A primeira fornada nem teve tempo de arrefecer, soube tão bem! Claro, depois tive de ir fazer outra para o dia seguinte lolol.

posted under | 4 Comments

Bolo de Gelatina




Um bolinho quentinho para o lanche, uma delícia! Assim que vi esta receita no blog da Kika Gula, soube que tinha de experimentar. E o cheirinho que ficou pela casa? Delícia!

Ingredientes
* 4 ovos
* 1 chávena de chá de açúcar
* 1 pacote de gelatina
* 2 dl natas
* 2 chávenas de chá de farinha com fermento

Bati os ovos com o açúcar e depois juntei a gelatina. Mexi muito bem, juntei uma chávena de farinha e as natas, após o que voltei a bater. Depois juntei o resto da farinha.

Foi ao forno em forma untada e polvilhada e levou cerca de meia hora a cozer.

Só usei um pacote de gelatina, mas para a próxima experimento os dois que a embalagem traz. Em termos de sabor, está lá e fica muito bom, mas em termos de cor... Ou então foi de ter escolhido a gelatina de tutti-frutti.

Seja como for, tenho de repetir, sem dúvida!

posted under | 5 Comments

Frango com Couve Portuguesa e Feijão Branco



Este não é decididamente um prato para se fazer quando se tem pressa, quanto mais não seja porque pede que o frango fique temperado de véspera. Mas é muito bom.

Ingredientes
* 1 frango partido aos bocados
* Couve portuguesa (pus a olho)
* 1 lata de feijão branco
* 6 dl vinho tinto
* Sal, pimenta e alho
* Louro
* Azeite
* 1 cebola

O frango ficou temperado de véspera com sal, pimenta preta, alho, louro e o vinho tinto. No dia, refoguei a cebola bem migada no azeite e juntei o frango, escorrido da marinada, até alourar. Pus a marinada e juntei o feijão, deixando tomar o gosto. Depois juntei as couves e deixei cozinhar.

Ficou muito bom, mas as couves eram rijas e o tacho ficou bastante tempo ao lume. Mesmo assim, gostei muito porque o vinho tinto deu um saborzinho especial ao cozinhado. Sem dúvida, a repetir, é delicioso!

posted under | 0 Comments

Pescada no Forno com Esparregado






A Luísa Alexandra lançou um desafio no seu blog para comemorar o quinto aniversário do seu blog e que me conduziu a esta receita. A receita original dela era esta:Pescada Gratinada com (e sem) Esparregado de Espinafres. 

Esta receita é adaptada da dela, porque quando dei conta estava "coxa" de alguns ingredientes.

Ingredientes
* Filetes de Pescada
* 4 dl natas
* Leite
* Sal, pimenta e noz-moscada
*  Batata palha
* 1 cenoura grande
* 1 embalagem de esparregado
* Azeitonas
* 1 colher de sobremesa de maisena
* Margarina

Cozi o peixe em água e sal; retirei-o, desfiei-o e reservei. Fiz o esparregado de acordo com as indicações da embalagem; ralei a cenoura. Levei um púcaro com leite ao lume, onde adicionei a margarina e a maisena, rectificando depois de sal, pimenta e noz-moscada. Deixei engrossar, retirei e reservei.

Numa travessa de ir ao forno, dispus primeiro o esparregado; em seguida, uma camada de batata palha. Numa tigela, misturei o peixe desfiado com a cenoura e envolvi alternadamente com as natas e a batata palha. Por fim, pus o bechamel que tinha feito e foi ao forno a gratinar.

Acompanhei com umas azeitonitas, que eu adoro ^^

posted under | 3 Comments

Bolo Decorado com Pasta Americana






Já há uns tempos que tinha enfiado na cabeça experimentar a pasta americana, mas como o tempo escasseava, ia adiando.

Como vinha aí um fim de semana prolongado, pensei: "É agora ou nunca". Ainda para mais no Halloween. Embora não goste de tradições importadas, sobretudo quando a sua história está tão adulterada e ainda por cima se negligencia a nossa própria tradição do "Pão por Deus", resolvi, em prol do meu filhote, tentar alinhar na tradição.

Então, lá fui eu comprar a pasta americana. E foi aí que começaram os problemas. Não havia na cor que eu queria (bourdeaux ou negro), e acabei por comprar nas cores amarela e vermelha, a pensar em abóboras. Pensei "logo junto as decorações com cortadores adequados à época". O pior é que os poucos cortadores que tinham eram caríssimos, o que me fez tirar dali o sentido.

Com a ideia do halloween a desvanecer-se do espírito, lá trouxe as coisas para casa e deitei mãos ao trabalho.

A receita do bolo de sumol tirei-a do blog da Kika Gula, mas fiz com sumol de ananás.

Ingredientes
-> Bolo
* 6 ovos
* 3 chávenas de chá açúcar
* 3 chávenas de chá farinha
* 1 chávena chá óleo
* 200 ml sumol ananás
* 1 colher chá fermento
-> Recheio
* Nutella
-> Cobertura
* Pasta americana amarela
* Pasta americana vermelha
* Açúcar impermeável

-> Bolo
Bati os ovos com o açúcar; acrescentei o óleo e o sumo. Mexi muito bem, até a massa borbulhar, acrescentei a farinha com o fermento e envolvi. Foi ao forno pré-aquecido em forma untada e polvilhada.

Deixei arrefecer completamente antes de desenformar. Depois recheei com o creme de nutella.

Comecei então a trabalhar a pasta americana. Envolvi as mãos, a bancada de pedra e o rolo de massa no açúcar impermeável. Depois trabalhei a pasta com as mãos até a tornar mais maleável (tipo plasticina) após o que a trabalhei com o rolo da massa até a tornar fininha. Depois foi só enrolá-la com o rolo e desenrolá-la em cima do bolo, ajeitando depois os contornos com as mãos. Fiz o mesmo para a outra pasta e cortei com os cortadores de bolachas que tinha à mão de semear.

Para fazer aderir a pasta à outra pasta, colei com um pouco de água e ficou fixo. Tinha lido em vários blogs que para fazer aderir a pasta americana ao bolo tinha de o barrar com doce de morango, nutella ou doce de ovos, ou outro doce pastoso qualquer, no entanto, na loja onde comprei a pasta desaconselharam vivamente e acabei por pôr a pasta directamente no bolo. Ficou bom em cima, mas dos lados não aderiu tão bem; não ficou solto mas também não ficou compacto.

Seja como for, fiquei com um bolo delicioso e digam lá que para primeira experiência até nem ficou nada mal!

Nota: a pasta que sobrou é reutilizável, desde que não vá ao frio, que a torna impossível de moldar. Depois de pronto, o bolo não pode ir ao frio senão não se consegue cortar como deve ser. Tem de ficar sempre à temperatura ambiente.

Lombo de Porco Estufado




Carne assada é um dos meu pratos favoritos, independentemente da forma como a carne se apresenta. Quer seja assada no forno ou estufada na panela de pressão, sabe-me sempre bem uma fatia generosa acompanhada do habitual arroz e batata frita.

Ingredientes
* 1 lombo de porco para estufar
* Louro
* Massa de Pimentão
* Massa de Alho
* Vinho branco
* 1 cebola
* 4 dentes de alho
* Polpa de tomate

De véspera temperei o lombo com massa de alho, massa de pimentão, louro e vinho branco. Esteve temperado cerca de 24 h. No dia, miguei a cebola e os alhos, refoguei em azeite e juntei um pouco de vinho branco (pouco) e polpa de tomate. Adicionei a carne e a marinada.

Na panela de pressão, o lombo ficou pronto em cerca de pouco mais de meia hora. Fatiei-o e servi-o com arroz de manteiga e batata frita. Uma delícia!

posted under | 1 Comments

Arroz de Pato à Moda da Minha Mãe




Embora o marido não seja grande apreciador, eu adoro um bom arrozinho de pato. Este arroz é feito à moda da minha mãe e difere da forma como eu faço o meu, mas também é muito bom.

Ingredientes
* 1 pato
* 1 cebola
* Arroz
* 1 chouriço
* 2 caldos knorr de galinha
* Sal

Corta-se o pato em quatro. Descasca-se a cebola e coze-se juntamente com o pato e os caldos knorr de galinha. Tira-se o pato, reserva-se a água para cozer o arroz (ainda precisei de juntar um pouco de sal, porque a água era muita, mas isso fica a gosto de cada um) e parte-se o pato em bocados.

Depois do arroz cozido, dispõe-se num tabuleiro de ir ao forno, com medalhinhas de chouriço por cima. Por fim dispõe-se os bocados do pato por cima e vai ao forno a tostar (no meu levou sensivelmente 45 minutos).

Fica muito bom.

posted under | 4 Comments

Pipocas



Não sei se é do meu estado actual, se foi um ataque monstruoso de gula. O facto é que me estava a preparar para ir ver um filme, e apeteceu-me pipocas. Gosto dela caramelizadas, mas como ainda não domino bem a técnica - deixei queimar a primeira fornada - resolvi fazê-las simples.

Ingredientes
* Milho para pipocas
* Óleo
* Açúcar

Pôr um tachinho ao lume com um fiozinho de óleo a cobrir o fundo. Dispor o milho, mas só até cobrir o fundo e sem formar segunda camada. Manter em lume forte até começar a estourar, depois diminuir o lume.

Deixei ao lume até os estouros diminuirem, depois dispus na tigela a cobri com açúcar, envolvi e voilá, prontinhas!

posted under | 1 Comments

Peitos de Frango Recheados






Que adoro comida no forno já não constitui surpresa para ninguém. Que o frango cá em casa é amplamente utilizado, também não. E desta vez saiu esta deliciosa receita!


Ingredientes
* 4 peitos de frango
* 4 fatias de queijo
* 4 fatias de fiambre
* Sal, alho e pimenta
* 1 chávena de chá de vinho branco
* Azeite
* Margarina

Abri os peitos e recheei cada um com uma fatia de queijo e outra de fiambre; fechei bem com palitos e dispus numa travessa de ir ao forno. Temperei com sal, alho em pó e pimenta preta. Dispus o vinho branco por cima, juntamente com um pouco de azeite. Por cima de cada peito, pus uma nozinha de margarina.

Foi ao forno por sensivelmente uma hora - pouco menos - e servi com arroz branco. Estava delicioso!

posted under | 4 Comments

Empadão de Frango









Uma boa forma de aproveitar restos de frango é fazendo empadão. Por regra, faço sempre empadão de carne ou de bacalhau, mas quando tenho sobras de frango (assado, cozido ou guisado) também faço um empadãozito.

Regra geral, compro do puré congelado, mas desta vez fiz "à moda antiga", ou seja, descascando, cozendo e triturando as batatas.

Ingredientes
* 2 peitos de frango cozidos desfiados
* 2 dentes de alho
* Azeite
* Polpa de tomate de cebola e alho
* Batatas
* Leite
* Manteiga
* Sal
* Pimenta
* Noz moscada
* 1 ovo

Comecei por cozer as batatas, após o que as desfiz com a ajuda do passevite; juntei leite (a olho), coloquei umas nozinhas de manteiga por cima e voltou ao lume, para dissolver a manteiga. Temperei de sal, pimenta e noz moscada. Reservei o puré.

Desfiei o frango e num tacho parti os dentes de alho, juntei azeite e deixei refogar. Juntei a polpa de tomate e envolvi. Juntei o frango desfiado e deixei apurar em lume brando.

Numa travessa, dispus uma camada de puré, espalhei o frango e completei com outra camada de puré. Bati um ovo e barrei por cima. Foi ao forno a gratinar.

E ficou delicioso!

posted under | 2 Comments

Bolinhos de Canela



Por vezes, apetece-nos um bolinho com o café, e porque não um bolinho de canela? A receita encontrei-a n'O Cantinho da Nanda, que infelizmente já não se encontra entre nós mas que tem receitas muito saborosas.

Ingredientes
* 300 grs farinha
* 100 grs de açúcar
* 1 ovo
* 125 grs margarina
* Canela e açúcar em pó q.b.
* Manteiga e farinha para untar e polvilhar

Acendi o forno a 180º. Derreti a margarina e misturei com o açúcar, a farinha e o ovo até formar uma massa moldável. Untei e polvilhei o tabuleiro com margarina e farinha. Num prato, dispus a mistura de canela e açúcar em pó. formei bolinhas com a mão e mergulhei-as na mistura de açúcar e canela.

Foi ao forno por 20 minutos, até começarem a abrir fendas. Nessa altura os bolinhos estão cozidos.

posted under | 2 Comments

Pizza de Banana, Frango, Cogumelos e Fiambre






Mais uma pizza para o cardápio! Agora ando numa de experimentar sabores! Esta sugestão partiu de uma amiga minha, a V. E ficou muito boa, porque também dá para aproveitar aqueles restos que acabam por ficar esquecidos no frigorífico.

Ingredientes
* Massa de pão crua
* Polpa de tomate de cebola e alho
* Azeite
* Fiambre cortado aos cubos
* Cogumelos
* Banana
* Queijo curado ralado

Bati a massa com o rolo, estendendo-a numa superfície enfarinhada. Piquei a massa com um garfo e selei-a com azeite em todo o comprimento. Dispus a polpa de tomate, o queijo, a banana cortada aos bocadinhos, o frango desfiado e ainda os cogumelos.

Foi ao forno até adquirir esta bela tonalidade. Estava uma maravilha e tenho o garoto rendido às pizzas.

posted under | 1 Comments

Frango com Natas e Cebola






Numa altura em que o tempo escasseia, este frango é o ideal. Faz-se rapidamente, e o melhor é que se cozinha sozinho enquanto fazemos outras coisas.

Ingredientes
* 1 frango partido aos bocados com pele
* 1 sopa de cebola
* 2 dl natas
* 2 dl leite
* Sal e pimenta

Tempera-se o frango com sal e pimenta (pouco sal porque a sopa de cebola já de si traz sal) e dispõe-se metade do pacote da sopa de cebola por cima. Deita-se as natas e o leite e vai ao forno por meia hora. Findo esse tempo, vira-se o frango ao contrário e põe-se o resto do pacote da sopa de cebola por cima, voltando ao forno por mais meia hora sensivelmente.

Fica delicioso com batata frita. A fotografia não lhe faz jus, mas o sabor é cinco estrelas!

posted under | 1 Comments

Pizza de Camarão







Depois de uma semana inteira de trabalho, normalmente tento simplificar os jantares de fim de semana. Ainda tinha ali massa de pizza, e o meu cansaço era tal que nem pensei duas vezes. Fui ao frigorífico e atamanquei uma pizza com o que lá tinha.

Ingredientes
* Massa de pão crua (cerca de 150 grs)
* Farinha
* Azeite
* Polpa de Tomate com cebola e alho
* 250 grs queijo curado ralado
* Camarões pequenos

Com o rolo da massa estendi a massa de pão numa superfície enfarinhada até alcançar a espessura desejada - que no meu caso é sempre fina. Depois piquei a superfície da pizza com um garfo e selei com azeite. Dispus a polpa de tomate e parte do queijo. Coloquei os camarões por cima e o resto do queijo.

Foi ao forno por mais ou menos vinte minutos. Ficou uma delícia!

Confesso que tinha receio por causa do queijo. Costumo usar a mistura mozzarella para gratinar, mas desta vez só tinha queijo curado ralado. E não é que ficou uma maravilha?

posted under | 2 Comments

Strogonoff à Moda da Katy



Por vezes, e porque é mais rápido, gosto de fazer uma "ligeira" refeição como esta. Não é a receita "normal" de strogonoff, é antes uma receita que adaptei ao que tinha em casa no momento e que acabou por ir ficando.

Ingredientes
* 500 grs carne de vaca cortada às tirinhas
* 2 dl de natas
* Sal
* Alho
* Azeite
* Louro
* 1 lata média de cogumelos
* 1 colher de sopa de polpa de tomate
* 1 colher de sopa de ketchup

Temperei a carne de sal e alho; numa frigideira grande, dispus alho cortado aos bocados, uma folha de louro partida aos bocadinhos e azeite (pus a olho). Salteei a carne no azeite, após o que a retirei e salteei os cogumelos. Retirei os cogumelos e verti as natas para a frigideira; usei a vara de arames para ajudar a misturar o azeite e as natas, que à primeira vista não combinam lá muito bem. Depois juntei o ketchup e a polpa de tomate e envolvi.

Quando estava tudo bem envolvido, juntei a carne e os cogumelos e misturei tudo.

Servi com arroz basmati. Estava delicioso!

posted under | 1 Comments

Doce de Leite Creme e Natas



Na verdade, foi mais um aproveitamento que fiz. Tinha ali um bolo feito que já tinha dois dias. Comecei logo a ver que já ninguém lhe ia pegar e comecei a pensar o que haveria de fazer para não desperdiçar.

Fui à dispensa, que também não estava particularmente recheada, e vi uma embalagem de leite creme instantâneo. Pensei logo, "não é tarde nem é cedo, é já!"

Ingredientes
* Restos de bolo (tipo pão de ló)
* 1 embalagem de leite creme (2 saquetas)
* 9 colheres de sopa de açúcar
* 2 dl natas
* Canela
* 1 lt leite

Parti o bolo às fatias e cobri o fundo da terrina com elas; fiz o leite creme conforme mandavam as instruções, utilizando um litro de leite e 6 colheres de sopa de açúcar. Bati as natas em chantilly e juntei as restantes 3 colheres de sopa de açúcar.

Pus o chantilly no frio, para ganhar consistência. Quando o leite creme ficou pronto, dispus por cima do bolo. Deixei arrefecer e depois pus o chantilly por cima do creme. Foi novamente ao frio e no momento de servir salpiquei com canela.

Estava muito bom e o melhor é que o bolo que já ninguém queria... Já era!

posted under | 2 Comments

Bolo de Laranja Sem Ovos




Ia eu toda contente fazer um bolinho quando percebi que não tinha ovos. O quê, eu que nunca deixo acabar os ovos!!!

Pois, parece que nunca é muito tempo e que para tudo há uma primeira vez. Então fui à procura de uma receita que pudesse usar e encontrei aqui o que procurava.

Ingredientes
* 3 chávenas de chá de farinha
* 2 chávenas de chá de açúcar
* 2 chávenas de chá de sumo de laranja natural (foram 3 laranjas)
* 1 colher de sopa mal cheia de fermento
* 1/2 chávena de chá de óleo (pus azeite)

Comecei por misturar os ingredientes secos, após o que juntei os líquidos e bati com a batedeira até a massa borbulhar.

Foi ao forno em forma untada e polvilhada durante sensivelmente meia hora.


A massa fica mais densa que uma massa normal, que tenha levado ovos. Também não cresceu muito. Verifiquei que se comia muito bem enquanto estava quente, mas achei que no dia seguinte já estava um pouco seco.


posted under | 4 Comments

Pizza Tropical à Katy



Gosto imenso de pizzas. Já tentei diversas receitas, mas a massa ficava sempre um pouco aquém do que esperava.

Não tinha deixado nada a descongelar para o jantar e ainda tinha de passar no Pingo Doce. Ao passar na padaria, pensei: "E porque não comprar aqui massa de pão crua e fazer a pizza em casa?"

Foi o que fiz!

Ingredientes
* 125 grs massa pão crua
* Azeite
* Polpa de tomate com cebola e alho
* Ananás
* Fiambre
* Queijo Mozzarella de búfala
* Queijo Mozzarella para pizzas
* Farinha

Numa bancada polvilhada de farinha, estendi a massa com o auxílio do rolo. Dispus no prato de ir ao forno e pincelei toda a superfície com azeite. Depois pincelei com a polpa de tomate (usei marca Guloso, que muito aprecio) e em seguida dispus os ingredientes.

Vai uma fatia? Garanto que estava uma maravilha!

posted under | 5 Comments

Sopa de Courgette e Tomate



Gosto imenso de sopa, mas tento variar porque o garoto refila se comer muitas vezes seguidas o mesmo tipo de sopa.

Estava eu a passear no blog Doce Tentação quando vi esta receita. Pareceu-me interessantíssima e deliciosa, mas tive de alterar ligeiramente senão ainda me pediam o livro de reclamações lol.

Ingredientes
* 2 cenouras
* 2 batatas pequenas
* 2 tomatinhos chucha
* 1 courgette
* 1 bocadinho de abóbora
* Azeite
* Sal

Lavei e parti tudo para o tacho, após o que levei ao lume e deixei cozer. Depois triturei tudo, rectifiquei de sal e juntei o azeite.

Delícia!

posted under | 0 Comments

Pizza de Ananás, Mozzarella, Paio e Fiambre




No dia em que fiz a Pizza Tropical, o meu marido também quis compôr a dele. Ou melhor ia dando opiniões e eu ia compondo lol.

Ingredientes
* 125 grs massa pão crua
* Azeite
* Polpa de tomate, cebola e alho
* 1 embalagem 125 grs Mozzarela
* Fatias de paio
* Fiambre cortado aos cubos
* Mozzarella para pizzas 
* Fatias de ananás

Estendi a massa crua com o rolo da massa, após o que a dispus no prato de ir ao forno. Pincelei-a com azeite e em seguida com a polpa de tomate. Depois fui colocando os ingredientes por cima, o paio, o fiambre, o ananás e por fim o queijo.

Foi ao forno até ficar com este belo aspecto. E o sabor ainda melhor! ^^

posted under | 0 Comments

Frango Assado no Forno com Limão




Que gosto imenso de comida assada no forno, não é surpresa para ninguém. E acompanhada de citrinos, ainda melhor.

Desta feita, o eleito foi o limão. Então fiz assim:

Ingredientes
* 1 frango partido para guisar com pele
* Sal e pimenta preta
* Azeite
* Vinho branco
* Sumo de um limão

Os limões eram grandes e sumarentos. Espremi um e reservei o sumo; dispus o frango na assadeira, temperei de sal e pimenta preta moída na hora. Reguei com o sumo de limão, vinho branco e por fim com azeite.

Foi ao forno por hora e meia. Acompanhei com batata frita e salada de alface, milho, cenoura e tomate.Uma delíciaaaaa!

posted under | 0 Comments
Mensagens mais recentes Mensagens antigas Página inicial
Com tecnologia do Blogger.

Blog Archive

Mensagens populares

You can replace this text by going to "Layout" and then "Page Elements" section. Edit " About "

Featured Posts

Followers

Contagem de Gulosos!

free web counter

Também estou aqui!

Top blogs de receitas
Ocorreu um erro neste dispositivo

About Me

A minha foto
Lisboa, Lisboa, Portugal
Olá! Sou uma orgulhosa mãe e esposa que descobriu recentemente que adora cozinhar. E lá vou eu para a cozinha fazer asneiras! Quando não estou com a mão na massa, estou a ler, a analisar, a observar. E como toda a gente, tenho a minha opinião.

Morto Para Te Ver

Morto Para Te Ver
Lançamento a dia 10 de Maio, conto convosco!

Traída

Traída
Já à venda! (Clique na imagem para o adquirir)

Premonições

Premonições
Colectânea em que participo com um conto meu. Mais do que um livro, são lições de vida!

    Follow by Email


Recent Comments