Bolo de Bolacha com Creme de Manteiga




Mais um bolinho de bolacha, desta vez, feito pelo meu querido marido para a sua cunhadita, que precisava de um bom "levanta-espíritos".

Ingredientes
* Bolacha Maria q.b (sensivelmente, 1 pacote e meio)
* 250 grs manteiga à temperatura ambiente
* 250 grs açúcar
* Café forte e doce
* 2 gemas

Bateu o açúcar com a manteiga até formar um creme, após o que juntou as gemas, uma por uma, mexendo sempre.

Mergulhou as bolachas no café, dispôs num prato, cobriu com creme, e foi dispondo alternadamente as bolachas e o creme até acabar. Cobriu com bolacha maria ralada e foi ao frio durante umas horas.

Hoje já só é uma recordação, mas ficou uma fatia para partilhar convosco.

Bom domingo!


Bolo de Arroz




Mais um bolinho, desta vez retirado do delicioso blog Mesa para 4, que tem uns bolinhos com aspecto delicioso.

Ingredientes
* 200 grs de margarina
* 250 grs açúcar
* 4 ovos
* 175 grs farinha de arroz
* 175 grs farinha trigo
* 1 colher de chá de fermento em pó
* Sumo de 1/2 limão
* 2 mãos cheias de açúcar para polvilhar

Separar as gemas das claras e bater em castelo; reservar. Bater a manteiga com o açúcar até obter um creme esbranquiçado, adicionar as gemas uma a uma e envolver. Adicionar alternadamente com as claras em castelo, a mistura das farinhas com o fermento e mexer bem. Por fim juntar o limão.

Deitar a massa em forma untada e polvilhada e espalhar o açúcar com a mão. Levar ao forno a 180º por cerca de 45 minutos.

Eu gostei muito deste bolinho, mas o maridinho achou um pouco seco. Vai daí atacou-o com muita manteiga e molhou no café lol.

São gostos!

posted under | 0 Comments

Língua de Vaca Estufada (Outra Receita)



Já tinha colocado aqui uma receita de língua de vitela estufada. É um prato muito apreciado cá em casa, pese embora raramente faça.

Fica aqui uma adaptação da receita que encontrei aqui.

Ingredientes
* Língua de Vaca
* Cebola
* Cenoura (não pus)
* Alho
* Louro
* Vinho branco
* Cravinho (não pus)
* Sal e Pimenta
* Azeite
* Polpa de tomate
* Caldo de carne

A primeira parte foi igual à receita anterior, escaldei a língua na panela de pressão durante 30 minutos, mergulhei-a numa tina de água com gelo e retirei a pele. Reservei a língua depois de fatiada.

Fiz um refogado com cebola, alho e azeite. Juntei a polpa de tomate, vinho branco, pimenta e o caldo de carne e envolvi muito bem. Juntei depois a carne e água a ferver, ficando a cozinhar durante mais 30 minutos (foi até o garfo enterrar suavemente na carne, sem resistência).

Retirei a carne para um prato, triturei o molho com a varinha (tirei primeiro o louro), deitei por cima da carne e voilá!

Por acaso, achei o molho da primeira receita mais saboroso, mas este também estava muito bom.

posted under | 2 Comments

Pudim de Laranja (Terceira Receita)



Que eu e os pudins somos uns amigalhaços, já sabemos (daí a minha forma redondinha lol). Mas estou sempre disponível para experimentar novas receitas, e esta nasceu da necessidade. Ia fazer o pudim de limão para levar para casa de uma amiga, quando me apercebi que não tinha limão. Apre! Então e agora?

Do limão, passei inevitavelmente para a laranja, com um acrescentozinho.

Ingredientes
* 1 lata de leite condensado
* 2 latas de leite normal
* 4 ovos
* Raspa de uma laranja grande
* Caramelo para untar

Na liquidificadora, misturei os ovos, o leite condensado, o leite normal e os ovos. Foi à panela de pressão em banho maria por 30 minutos em forma untada de caramelo.

Delícia! :)

posted under | 4 Comments

Arroz Primavera



Mais um dia em que não sabia muito bem o que havia de fazer para acompanhar a refeição. Levar almoço para o trabalho todos dias equivale a dizer que chega a uma altura em que já não sabemos o que fazer! Neste dia, porém, tive uma inspiração. Tinha ali uma embalagem de macedónia de legumes. E pensei: "então e se eu...?"

Ingredientes
* 150 grs macedónia de legumes
* Arroz
* Alho
* Azeite
* Margarina
* Sal

Salteei o alho em azeite e juntei arroz (a olho) e deixei fritar ligeiramente. Juntei um pouco de água e deixei cozer. Quando o arroz estava meio feito, juntei os legumes e envolvi, adicionei um pouco de margarina e deixei cozer. Quando estava quase terminado, rectifiquei de sal.

Muito, muito bom.

Entremeada à Camponesa



Dia em que chego tarde a casa demasiado derreada para coisas muito complicadas. Duas crianças para cuidar, o cansaço colado às costas como uma segunda pele... torna-se complicado gerir o dia-a-dia assim.

E portanto, neste dia em que uma bela pilha de roupa para engomar também me aguardava (!!!!) resolvi simplificar. Tinha ali uma embalagem da Knorr de especiarias para forno para fazer à camponesa. Depois pensei, se fica bem com a carne de vaca, com a entremeada também não há-de ficar mal.

Ingredientes
* 1 embalagem de carne à camponesa da knorr
* 1 kg entremeada
* Azeite

Dispus a carne num tabuleiro de ir ao forno, polvilhei com as especiarias da embalagem e salpiquei com azeite. Foi ao forno por uma hora.




Bom apetite! :)

posted under | 1 Comments

Chow Mein



Embora não ande propriamente de desejos, no outro dia deu-me na veneta de fazer um chow mein vegetariano. Não sei porquê, apetecia-me qualquer coisa de diferente para acompanhar umas vulgares costoletas que ia fazer para o jantar! Ao mesmo tempo, permitia-me experimentar um molho novo que tinha comprado no Pingo Doce e que prometia!

Ingredientes
* 2 meadas de massa chinesa
* 1 embalagem de legumes chineses
* 2 ovos
* Azeite
* 4 dentes de alho
* Molho de soja
* Molho agridoce picante
* Costoletas de porco
* Sal, alho em pó

Cozi a massa de acordo com as indicações da embalagem; salteei alho em azeite, após o que juntei os ovos grosseiramente batidos e temperados de sal, e deixei mexer ligeiramente. Depois juntei aos ovos os legumes ainda congelados, deixando cozinhar e mexendo frequentemente. Quando estavam quase prontos, juntei a massa e envolvi. Rectifiquei os temperos, juntei molho de soja e reservei.

À parte fritei as costoletas, temperadas de sal e alho, em margarina.

O molho agridoce picante que adquiri no PD foi este:


Depois foi só servir o prato! E digam lá que não ficou com aspecto apetitoso!



posted under , , | 2 Comments

Bolo do Halloween (Bolo dos Saquinhos)




Halloween. All hollow's eve. Samhain. Ou simplesmente, nos tempos modernos, a noite das bruxas.

A mim pessoalmente esta tradição importada pouco ou nada diz. Marcava a entrada dos celtas no ano novo, era a noite em que o véu entre os mundos se tornava mais fino e os finados vinham visitar os seus parentes ainda vivos; era o fim das colheitas, o início na parte mais escura do ano.

Como sempre, o tempo e a mistura de culturas trouxeram esta mixórdia a que habitualmente os americanos chamam Halloween e que nos últimos anos atravessou fronteiras. Eu sou do tempo em que íamos ao Pão por Deus, no dia 1 de Novembro (é certo que até ao ano passado era feriado; mas esperemos que as coisas voltem ao normal quando esta gente ganhar juízo, se é que isso vai acontecer), e portanto ter uma série de garotos no dia 31 de Outubro a pedir "gostosura ou travessura" é algo que me faz urticária, sobretudo quando a esmagadora maioria nem sabe o que a expressão quer dizer.

Enfim, por muito que abomine esta destruição da tradição, o meu garoto está a ser criado nesta cultura (?). Por isso, decidi fazer um gostinho com pasta de açúcar, pois ele já me andava a pedir para brincar com as formas, como ele diz.

Para o bolo, fiz o famoso bolo dos saquinhos, mas hei-de fazer novamente com outro pudim porque com pudim de baunilha achei que o sabor se perdia ligeiramente.

Ingredientes
-> Bolo
* 1 saquinho de pudim boca doce (usei baunilha)
* 3 saquinhos de farinha
* 3 saquinhos de açúcar
* 1 saquinho de óleo
* 1 saquinho de leite
* 3 ovos
* 1 colher de chá de fermento
-> Recheio
* 1 pacote de mousse instantanea de chocolate Alsa
* 2,5 dl leite
* Pasta de açúcar a gosto (usei preta, vermelha e amarela)

Bate-se os ovos com o açúcar até fazer bolhas; desfaz-se o pó do pudim em leite e reserva-se; junta-se o óleo à mistura dos ovos e açúcar, e mexe-se muito bem. Verte-se a farinha peneirada com o fermento e volta-se a mexer; junta-se o leite com o pudim dissolvido e mexe-se. Foi ao forno em forma untada e polvilhada por sensivelmente 40 minutos.

(Levei o bolo na minha forma rectangular).

Deixei o bolo arrefecer e desenformei. Na véspera já tinha feito a mousse de acordo com as instruções da embalagem e deixado no frio. Aparei o bolo e cobri generosamente com a mousse. Depois foi só cobrir com a pasta de açúcar.

Ficou muito bom, só lamentei que o bolo tivesse ficado demasiado fino para ser recheado com a mousse; para a próxima faço na forma redonda e corto o bolo ao meio, a mousse de chocolate dá uma cobertura muito boa.

O garoto adorou trabalhar a pasta de açúcar, quis ajudar em tudo (sobretudo em comer a mousse). E adorou o resultado final.

Mensagens mais recentes Mensagens antigas Página inicial
Com tecnologia do Blogger.

Mensagens populares

You can replace this text by going to "Layout" and then "Page Elements" section. Edit " About "

Featured Posts

Followers

Contagem de Gulosos!

free web counter

Também estou aqui!

Top blogs de receitas
Ocorreu um erro neste dispositivo

About Me

A minha foto
Lisboa, Lisboa, Portugal
Olá! Sou uma orgulhosa mãe e esposa que descobriu recentemente que adora cozinhar. E lá vou eu para a cozinha fazer asneiras! Quando não estou com a mão na massa, estou a ler, a analisar, a observar. E como toda a gente, tenho a minha opinião.

Morto Para Te Ver

Morto Para Te Ver
Lançamento a dia 10 de Maio, conto convosco!

Traída

Traída
Já à venda! (Clique na imagem para o adquirir)

Premonições

Premonições
Colectânea em que participo com um conto meu. Mais do que um livro, são lições de vida!

    Follow by Email


Recent Comments